5 de jun de 2010

Se uma verdade é um risco
É do risco que preciso
Se por acaso eu vivo
São as idéias que eu sigo.
E por instinto eu vou procurar
A saudade me faz despertar.
A realidade que me liberta, me anula, me ocupa.
Essa sobriedade não me trás paz.
Em paz demais
ficam os gritos perdidos.
Quero minha loucura
Suave, serena, brilhante.
Eu quero o antes, renovado em mim
Eu quero um instante, que me perturbe
que te confunda, te iluda.
que me faça ser, que me aprofunda
que faz mais de mim.
Só não me deixe aqui
E me surpreenda, sempre

Um comentário:

  1. Nossa mas que lindo, não sabia que você gostava de escrever...
    Estou achando tudo muito lindo o que você escreveu, coloquei aqui nos meus favoritos para ler sempre...Parabéns viu..
    Quero logo te conhecer pow..

    Bjs
    Dri

    ResponderExcluir