1 de ago de 2010

Uma loucura,que fica pra trás.
O que tanto te enfraquece,se torna fraco
E nem decepção tem mais.
Vai sumindo em meio ao nada.
Vai se perdendo na estrada.
Onde aos poucos se começa a sentir.
Tantas sensações apagadas
que começam a sorrir.
É muito o que não faz mais parte.
E pouco o que realmente importa.
E pra essa saudade
a solidão abre a porta
Só quero esse silêncio, essa paz.
O resto já não cabe mais.
Qualquer desejo é eminente
Mas não espere tanto assim
Não espere de mim
Só um pouco diferente.

Um comentário: